Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Reflexão. . .

por A Framboesa, em 21.01.15

É engraçado ouvir dizer que os pais devem dar liberdade aos filhos, para escolher o curso que querem. É engraçado, porque como podemos ser nós livres de escolher, quando somos condicionados, pelas saídas profissionais, ou falta delas? Como podemos ser livres de escolher, quando não sabemos se no final do curso o país que nos viu nascer terá lugar para nos deixar crescer enquanto profissionais? 
Uns optam por arriscar e seguir o sonho, outros por procurar um lugar lá fora, outros ainda por tirar um curso que não é o que sonharam com a esperança de ainda assim, um dia poderem realizar os seus sonhos. . . 

E no final de estudar e estudar provavelmente percebemos que nunca estudámos o suficiente, é sempre preciso mais um mestrado, mais uma pós-graduação. . . Tudo isto para um dia podermos ter um lugar na área que estudámos. . . ou não!

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

a_francesinha a 24.01.2015

Mas há que tentar... se todos pensarem na possibilidade de não encontrarem nada, ninguém terá estudos... Mas concordo contigo... essa é uma das piores incertezas... não sabermos se vamos conseguir encontrar emprego na área que queremos, se os estudos que faremos serão necessários , se depois dos estudos encontraremos algo, ou se escolhemos bem ...
Imagem de perfil

A Framboesa a 27.01.2015

Sim, é verdade! Mas, ponto de vista positivo, os cursos são apenas três anos e se conseguirmos arranjar dinheiro para tal "facilmente" tiramos mais um curso numa área que nos agrade mais. . .

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D